top of page

NOTA DO SATED/PR: Em protesto a um caso envolvendo violência de gênero e racismo contra artistas por parte da PM durante o Festival de Curitiba.

Inaceitável! Na última sexta-feira, 29 de março, uma viatura da Polícia Militar (PM) avançou em cima de artistas de um grupo de Teatro de Rua do Rio de Janeiro, durante uma apresentação no Festival de Teatro de Curitiba, no Largo da Ordem.

O relato é que no meio da apresentação, a viatura da PM avançou na direção de uma das atrizes, a única negra retinta do elenco, e que se ela não tivesse desviado poderia ser atropelada.

Vale registrar que a PM havia sido avisada anteriormente pela produção do festival sobre os horários da apresentação. A produção do festival tentou na hora reforçar o aviso aos policiais na viatura, mas de nada adiantou.

As artistas registraram um boletim de ocorrência (B.O.), acompanhadas pelo advogado do SATED PR, que está dando suporte jurídico necessário.

O sindicato esta solicitando providências para Corregedoria da PM, no sentido de reponsabilizar os policiais envolvidos, e também uma reunião emergencial para que os policiais que acompanhem as atividades de rua do Festival (e outras) sejam devidamente orientados para que isso não se repita.

Durante essas duas semanas, o Festival de Curitiba recebe 105 apresentações de rua de cerca de 40 grupos, em apresentações gratuitas para a população.

É inaceitavel que esses artistas, que estão ali trabalhando e que movimentam o turismo e a economia da cidade durante o festival, recebam esse tratamento por parte da PM. Exigimos respeito ao trabalho dos artistas e técnicos da arte e da cultura.

Convidamos os que amam e/ou vivem da arte a somar forças nessa reinvindicação!

Recebemos relatos de mais dois casos ocorridos durante o festival, com artistas atuando na rua, que acompanharemos e daremos suporte após o contato diretos com os artistas.

37 visualizações0 comentário

Komentáře


bottom of page